terça-feira, 10 de agosto de 2010

Entre inimigos - As Baterias dos Nokias Suckam Bué!

As baterias são os nossos pior inimigos.
Estúpidas cascavéis impedem a continuidade da conversa..
Soltam as suas línguas de fogo e deixam as perguntas no ar...
Fazem com que as pessoas queiram para o c** os seus telemóveis mandar!

São uma vacas, umas bácoras, umas satânicas, que cortam o seguimento fofi das conversas
O kuxi das palavras adocicadas
As psicologias aborrecidas, tantas vezes sem conta
"Raquel, Raquel" - eu chamo
Santa Raquel acode o espírito
Santa Rita já nem as causas impossíveis aguenta

Baterias dos Nokias sois umas bacoridades !
Acabam, sem aviso, sem um "pipipipi"
Bem-Haja às restantes plataformas que conseguem com que os diálogos
Não se resumam a um incompleto e estrôncio Fim!


1 comentário:

Raquel Silva disse...

Ai Rita, adorei o poema :P Santa Raquel gosta disto! LOOL malditas baterias --'