sábado, 14 de agosto de 2010

Rosa lírica

Ela vai ao código
ela escava a terra
ela vigia as piscinas
ela não nada, mas é bera.

É da Rita Mendes que falamos,
a moça multifunçõezinhas
que entre coisas híbridas e meio doidas
é a psicóloga coimbrense dos oliveirinhas.

Por Rosa Branca também a podem conhecer
no mundo dos blogues e das coisas cibernéticas
como o fado, pois, e como a flor
mas menos calma e com atitudes mais frenéticas.

Tem uma net muito fraquita,
condicionada pelos eucaliptos,
mas tem uma cama muito fofinha
e um terreno com galinhas
(não como o galo de barcelos,
que toma banho com o patinho de borracha,
mas igualmente bonitas).

É uma rapariga um bocado maluca,
diga-se de passagem.
Mas é uma querida e uma boa amiga
e isso compensa qualquer vadiagem.

Entre postais e blogues partilhados,
mensagens e comentários trocados,
chegaremos a velhas e seremos
velhas caquéticas mas tecnológicas,
reumáticas e osteoporosas mas sorridentes,
idosas chatas mas sempre sentimentais
e uma com a outra para contar.

Um poema fofo para a Rosinha, antes até de acrescentar a foto no post abaixo :p A rapariga já merecia! E pronto, é mais uma declaração de amizade que este blog testemunha :p

4 comentários:

Rosa Branca disse...

Já levavas um beijinho bem fofi à conta disto!:P

xD

:P:P

Rosa Branca disse...

BTW, sou bué bera e cibernética!

:P
** true story! Nnguem com esta net asquerosa é mais cibernética que eu!

Rosa Branca disse...

Os sapatos vermelhos é alguma indirecta ao Rita RedShoes?:P

Raquel Silva disse...

não era, foi por acaso LOL mas pode ser! :p és bué cibernética ahah e beraaaaaaa :p
quero o meu beijinho, volto a dizer! x)